NOTÍCIAS

Blog do Guto: CABO DA PM É PRESO POR INTEGRAR QUADRILHA COM ATUAÇÃO EM TRÊS ESTADOS

Wilson Castro do Nascimento, de 35 anos, o “Wilsão”, lotado no 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM), foi preso na noite desta terça-feira (15).

Wilson-Castro-cabo-preso-em-Imperatriz-1

O cabo Wilson Castro do Nascimento, de 35 anos, o “Wilsão”, lotado no 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM), foi preso, na noite desta terça-feira (15), no município de Imperatriz, sudoeste do Maranhão, por suspeita de integrar uma organização criminosa com atuação aqui, no Pará e Tocantins. Ele era procurado pelo assassinato de um empresário em abril deste ano.

Sobre o caso, o delegado regional de Imperatriz, Eduardo Galvão, comunicou que o militar foi capturado por uma equipe da Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), sob a coordenação da delegada Nilmar da Gama, que investiga o movimento desta grande “rede” que abrange os três estados da federação. Em desfavor do cabo, explicou a fonte, havia um mandado de prisão preventiva decretado em virtude da morte de Valdinei Pereira da Silva, o “Ney da Padaria”, executado a tiros em 24 de abril deste ano naquela cidade.

Galvão esclareceu que a vítima foi morta após um desentendimento entre os membros desta grande quadrilha, que, dentre outros crimes, pratica golpes em instituições financeiras no Maranhão, Pará e Tocantins, e também atua em assaltos a bancos na modalidade conhecida como “Novo Cangaço”. Os criminosos interestaduais ainda cometem homicídios nas três regiões.

A morte do empresário: Nei foi executado em um acerto de contas por conta de desentendimento, pois parte do grupo teria achado que o empresário estaria “passando a perna” nos demais. Como os valores da contabilidade da organização criminosa não estavam “batendo”, apuraram que o dono da padaria retirou dinheiro do cofre do bando, e, por este motivo, o assassinaram, no bairro Conjunto Planalto, em Imperatriz. A mulher dele até se mudou da cidade pouco depois.

Agora, a SHPP, com o apoio da Delegacia Regional de Imperatriz, está procurando os demais integrantes da quadrilha interestadual, que estão foragidos devido à existência de mandados de prisão. Esta organização é responsável por pelo menos 20 homicídios nos últimos meses nos três estados. O cabo da PM preso nesta operação já se encontra encarcerado no quartel do 3º BPM.

Publicação: Guttenbergg Pereira jornalista do Blog do Guto, 17 de agosto de 2017.

Categorias:NOTÍCIAS

Deixe uma resposta