NOTÍCIAS

NOVOS CARTÕES DO ‘BOLSA ESCOLA’ MOVIMENTAM LIVRARIAS E PAPELARIAS EM SÃO LUÍS

Donos de pequenas livrarias e papelarias cadastradas no ‘Bolsa Escola’ preveem vender mais produtos escolares e continuar movimentando a economia local após a entrega de 16 mil cartões do programa para estudantes da rede pública de São Luís no último dia 25. Quanto mais aquecida a economia, mais empregos são gerados.

“Nossa expectativa é grande, não tenho dúvida de que vai dar uma aquecida nas vendas”, diz Elisamar Moraes Araújo, proprietária da papelaria Referência Comercial, localizada no bairro do São Francisco. Segundo ela, o ‘Bolsa Escola’ trouxe aumento de 70% nas vendas do seu comércio, desde o credenciamento, em 2016.

Elizamar esteve entre os vendedores com stands instalados na Universidade Federal do Maranhão (Ufma) durante o mutirão ‘Bolsa Escola’, para a entrega dos novos cartões. Ela contou que conseguiu vender aproximadamente R$ 5 mil no evento.

“Muita gente que recebeu o cartão no mutirão não quis ficar para comprar, então a gente espera que essas pessoas voltem para as papelarias. Já estou tentando ver uma forma de trazer esse público para mim”, afirmou Elizamar.

Durante o evento, ela foi surpreendida pelo governador Flávio Dino, com quem gravou um vídeo no qual agradeceu o incentivo que o ‘Bolsa Escola’ representa para a movimentação financeira da rede credenciada, formada por 1.413 estabelecimentos comerciais.

“Foi bem bacana e estou tendo um retorno bem positivo. Muita gente que só me conhece pelo trabalho de revenda para as escolas está me abordando para dizer que agora sabe que também vendo pelo ‘Bolsa Escola’ e que vai comprar na minha livraria”, diz Elizamar.

Oportunidade

Quem também aproveitou para aquecer os negócios foi Luciano Vaz, proprietário da Livraria Acalanto. “Muitas pessoas compraram, mas a grande maioria não comprou. Então, isso gera uma expectativa maior de que esse público virá comprar com a gente”, diz o comerciante, que vendeu R$ 4 mil de material escolar durante o evento.

Luciano elogiou o mutirão, que considerou uma grande oportunidade de negócio para a rede credenciada do ‘Bolsa Escola’. “De maneira geral, o evento foi muito bem sucedido, muito bem organizado. Para a gente que é do comércio, valeu a pena, até como divulgação da empresa para as pessoas que receberam o cartão, não só pela venda do dia”, afirmou.

De acordo com Luciano, houve aumento de 100% nas vendas da livraria neste ano, em comparação com o ano passado, graças ao programa social. “Ser credenciado ao ‘Bolsa Escola’ vale a pena, sem dúvida. Este ano a procura foi maior que a do ano passado. A partir de janeiro, fevereiro, a gente viu muitos cartões aqui na nossa empresa”, disse.

Bolsa Escola

O ‘Bolsa Escola’ transfere renda para compra de material escolar às famílias de alunos da rede pública, entre 4 a 17 anos. Presente em todo o Maranhão, o programa já beneficiou 1,2 milhão de crianças, injetando R$ 59 milhões na economia.

“Isso significa estímulo para que as famílias cuidem ainda mais da educação dos seus filhos. É também um modo que a gente encontrou, nesse quadro de recessão, de fazer com que os comerciantes de todo o estado tenham essa oportunidade. Estou muito feliz de ver que o programa avança e é uma referência no Brasil”, diz o governador Flávio Dino sobre o ‘Bolsa Escola’.

Categorias:NOTÍCIAS, POLÍTICA

Deixe uma resposta